Arquivo mensal: junho 2016

“Por um sorriso na melhor idade”- 3

Padrão

E3abrigo

Bom dia!

 .

 

Já estavam com saudades da Campanha “Por um sorriso na melhor idade”?

Pois é, o pessoal não está parado não! Já realizaram mais duas entregas .

Eu é que vou tentar colocar meu Blog em dia!

Clique no link para ler sobre as entregas anteriores.

 

Relembrando:

Ecapa

 

Iniciado em 2016 este projeto idealizado e organizado pela  Aída C. B. Nejaim 

está levando carinho, alegria, atenção e dignidade para alguns abrigos de idosos

na região metropolitana de Recife.

 

No mês de maio foi beneficiado o Abrigo São Francisco de Assis, que é uma

entidade filantrópica que acolhe idosos abandonados há mais de 50 anos no

no Cabo de Santo Agostinho/ PE. (saiba mais clicando no link.)

 

(Clique nas fotos para ver ampliadas)

 

Contato: Avenida Aníbal Cardoso s/n – Bairro de São Francisco

Cabo de Santo Agostinho / Pernambuco

Fone.: (081) 3521 -0929 / (81) 8857-7626

 

“Um lugar amplo e acolhedor. Irmã Josevânia administra como ninguém!

Um lugar para se visitar sempre! Doações e visitas sempre são bem vindas!”

– Aida C.B.Nejaim –

 

Equipe da Entrega de Maio:

Fernando Jorge De Mello Neto, Fred Nejaim,

Carlos Eduardo Cardoso, Luísa Nejaim, Aida Nejaim,

Patricia CaséKatia Biondi, Cláudia da Mata e Cynthia.

 

 

Além dos kits-sacolas com as doações para os residentes do Abrigo São

Francisco de Assis, a equipe também promoveu uma festinha com lanche

e bingo para animar a casa! Foi um sucesso!

 

 

(Clique nas fotos para ver ampliadas)

 

“Poucas pessoas percebem o quanto eles precisam do melhor de nós

nesta fase da vida. Paciência, atenção e carinho.”

– Rosario Castelo Branco –

 

“É obrigação de todos nós, seres humanos, amenizar as necessidades

de nossos semelhantes.”  – Carmen Cavalcanti

 

 

*

Vamos colaborar?

Por um sorriso ( por muitos) na melhor idade!

 

maio10b

*

Observação importante para quem quiser colaborar:

.

 

  • O nível de exigência do adulto é maior do que o das crianças.

  • As senhoras usam roupas mais compridas e com mangas. 

  • As calcinhas são maiores e mais confortáveis.

  • Os senhores precisam de roupas confortáveis. 

  • A pele deles é frágil como a de um bebê.

  • Atenção ao PRAZO DE VALIDADE dos produtos. 

 

equipemaio

*

Você pode entrar em contato com a Aída C.B.Nejaim através do

Grupo da Campanha no Facebook para enviar doações.

 

maio14

 

Toda ajuda será bem vinda! Agradecemos a todos que já colaboraram enviando

as doações, pois é a solidariedade de vocês que fortalece nossa Campanha!

Muito obrigada!

 

 Abrigo

 

Fonte/ Links:

 

Links de nossas campanhas:

 

deb2014

Obrigada pela visita!

Volte sempre, participe, comente! 

 


  1. O registro fotográfico foi realizado com permissão do abrigo e das residentes, com a intenção de estimular para que muitos passem a participar fazendo doações ou simplesmente se doando nas entregas. 
  2. “Não aceitamos publicidade política. Nosso grupo é de voluntários por amor. Não permitiremos que ninguém se aproveite indevidamente da imagem do Projeto.” – Aída C.B.Nejaim

 

RoMaria: Entrando nas Histórias 5: Hans Christian Andersen

Padrão

palavra-crianca-julia

 

Bom dia!

 

Quando podemos dizer que uma história é boa?

Que escritor podemos chamar de talentoso?

 

Um livro é bom quando consegue fazer com que o seu leitor esqueça onde está,

esqueça quem é e passe a se sentir parte da história.

Os personagens passam a fazer parte do seu dia e mesmo quando você não está

lendo, parece que eles estão ali esperando por você para as próximas páginas!

 

Hoje vamos mostrar como a leitura pode nos levar para outros tempos,

outros reinados e como alguns escritores criam ou reproduzem histórias de

um jeito tão especial que elas atravessam séculos sendo contadas e recontadas,

recriadas e ilustradas de várias maneiras.

 

Vamos falar de um escritor que era mestre em contar histórias muito tempo atrás,

e elas até hoje encantam multidões de crianças e adultos.

Estou falando de Hans Christian Andersen.

 

Ilustração de Pol Serra

Ilustração de Pol Serra

 

Hans Christian Andersen nasceu na Dinamarca em 1805 numa família muito pobreSeu pai era sapateiro e sua mãe, lavadeira. Seu pai sempre incentivou sua imaginação e criatividade, contando histórias e fabricando um teatrinho de marionetes, onde o garoto encenava peças com seus brinquedos.

Apesar de ter escrito diversos romances adultos, livros de poesia e relatos de viagens, foram os contos de fadas que o tornaram famoso. Na época  eram muito raros os livros voltados especificamente para crianças.

Ele foi, segundo estudiosos, a “primeira voz autenticamente romântica a contar histórias para as crianças” e buscava sempre passar padrões de comportamento que deveriam ser adotados pela nova sociedade que se organizava, inclusive apontando os confrontos entre “poderosos” e “desprotegidos”, “fortes” e “fracos”, “exploradores” e “explorados”. Ele também pretendia demonstrar a ideia de que todos os homens deveriam ter direitos iguais.

Escrevia contos baseados na tradição popular que ele ouvia durante a infância, mas depois desenvolveu histórias no mundo das fadas ou que traziam elementos da natureza.

O livro de Hans Christian Andersen em destaque hoje

é ” A Princesa e a Ervilha”.

 

historia-princesa-e-a-ervilha

 

Era uma vez, um príncipe muito exigente. Ele queria casar com uma

princesa de verdade. Foi a muitos bailes, daqueles reais, que tem lustres de

cristal, flores, em grandes e elegantes salões. Encontrou muitas princesas,

mas nenhuma o convenceu que era uma verdadeira princesa.

Isso deixava o príncipe muito triste. E como tristeza combina com tempestade,

um dia caiu uma chuva muito forte perto do palácio.

Uma princesa que estava passeando na floresta foi surpreendida pela chuva

e foi bater na porta do castelo do tal príncipe exigente.

A Rainha Mãe recebeu a princesa no castelo, ofereceu banho, roupa, sopa

quentinha e resolveu fazer um teste sem ela saber.

Ofereceu uma cama muito bonita, mas um tanto esquisita!

Estranha porque era uma armadilha para testar a princesa!

A rainha colocou entre o primeiro e o segundo colchão uma ervilha crua

e amontoou vinte colchões uns sobre os outros!

A cama ficou tão alta que a princesa teve que usar uma escada para subir.

Já imaginou? O que será que aconteceu na manhã seguinte?

Será que a princesa dormiu bem?

Será que a Rainha e o príncipe  acharam uma verdadeira princesa?

Saiba o que aconteceu no livro:

 

capa-princesa-e-ervilha

 

A Princesa a Ervilha

Autor: Hans Christian Andersen

Ilustração: Miho Fujita

Editora: Caramelo
Ano 1997

Colaboração/Doação: Carol Sancio

 

Hans Christian Andersen sempre fez parte das histórias da minha infância

que permanecem em minha imaginação.

Recomendo que você pesquise outros títulos deste escritor, vale muito a pena!

Para crianças e adultos! Boas leituras!

 

E RoMaria de Livros de Maio chegou a Águas Belas/ PE!  

 

 

Foram 100 livros aos cuidados do Prof. Adauto Medeiros Silva, para o

projeto de leitura da ONG Sonhe Grande Comigo (Dream Big With Me).

Clique no link para saber mais sobre o projeto da ONG.

 

Para este mês de Junho, precisamos de mais doações!

Agradecemos a todos os nossos colaboradores e divulgadores da RoMaria de Livros!

 

romariacapa2

 

Para doações e maiores informações acesse nossa página no facebook

e siga aqui neste BLOG todas as novidades da Campanha RoMaria de Livros!

 

 

Fonte & Imagens:

  • Página “RoMaria de Livros” no Facebook

  • Ilustrações  e contação de Histórias por Maria Cininha

  • Ilustração de Hans Christian Andersen: Pol Serra

  • Fotografias de Águas Belas enviadas pelo Prof. Adauto Medeiros Silva

Recomendo:

deb2014

Obrigada pela visita!

Volte sempre, participe, comente! 

RoMaria de Livros: Entrando nas *Histórias* 4

Padrão

palavracriancafabiola

 

Boa tarde!

 

Realmente a literatura nos leva a outros mundos, nos faz imaginar histórias,

situações e loucuras que na realidade, nem seriam possíveis. Ou seriam?

 

Ler é um exercício de se aventurar pelo desconhecido.

De se perder e de achar o novo. De aprender e imaginar.

De revisitar, de recriar e de conhecer mais.

 

Hoje vamos continuar com a contação de *Histórias* da RoMaria de Livros!

Acompanharemos Maria (Cininha) nesta viagem que conta um pouco da história

do livro: “O Menino e o Bruxo” de Moacyr Scliar, que foi doado para a Campanha.

 

LIVRO-menino-e-o-bruxo

 

Na cidade do Rio de Janeiro do século XIX, Joaquim Maria era um rapazinho

de 16 anos que não ia à escola. Magro, mulato, gago, ele tinha uma estranha

doença e por vezes, desmaiava.

O pai era pintor, a madrasta cozinheira e o menino vendia doces, mas queria

escrever livros.

Na véspera de Natal, ele saiu de casa com uma cesta de doces feitos pela sua

madrasta, para vender.

Como não conseguiu vender nada ali por perto, se afastou muito até chegar

em um bairro que não frequentava. Viu uma grande casa antiga e ficou ali

imaginando quem lá morava. Um homem que passou alertou que ali morava

um bruxo.

Joaquim Maria estava fraco. Não tinha comido nada, teve uma das suas

crises e desmaiou. Quando acordou estava em um sofá aconchegante e com

uma estante enorme de livros a sua frente. Custou a ver que tinha na sala

um senhor. Um velho senhor, com barba e cabelos grisalhos, mulato, bem

vestido, camisa branca, gravata e óculos.

Aos poucos, entre uma conversa e outra, Joaquim Maria descobriu que o

velho senhor era viúvo e escritor. Conversaram por horas sobre literatura,

sobre a vida difícil que ambos tiveram, sobre a juventude e a velhice.

Jantaram juntos e depois o velho senhor o convidou para ir a uma sala e

olhar no espelho…. Disse ao menino: Daqui a alguns anos, quando se

olhar no espelho, é a mim que verá. Eu sou você amanhã. Meu nome é

Joaquim Maria Machado de Assis. Você é “eu” menino.

 

O menino Machado de Assis e o velho Machado de Assis

se encontram em uma fração do tempo….?

Como isso pode acontecer?

 

Ficou curioso? Eu com certeza fiquei!

 

E como ler um resumo nunca é ler a obra completa do começo

ao fim nas palavras do escritor, e nas imagens do ilustrador,

saiba mais sobre esta história no LIVRO:

LIVRO-menino-e-o-bruxo-capa

O Menino e o Bruxo

Escritor: Moacyr Scliar

Ilustrador: Mauricio Veneza

Editora Ática
Ano 2007

 

“Contar uma história é estabelecer vínculos afetivos com as pessoas.

Para isto servem as palavras, para estabelecer laços entre pessoas

– e para criar beleza.”

Moacyr Scliar

 

 

A RoMaria de Maio já partiu com destino às cidades de Pernambuco:

  • Floresta

  • Águas Belas

  • Belém do São Francisco

Dos 264 livros arrecadados, foram 100 para Floresta, 100 para Águas Belas

e 60 para o Projeto Reviver de Belém do São Francisco.

4 estão em estoque para o próximo mês.

 

Precisamos de mais doações!

 

Colabore com a RoMaria de Livros!

Ajude a incentivar a leitura e levar o prazer pela literatura para as crianças

em cidades carentes de educação! Juntos nós chegaremos lá!

 

 

romariacapa2

 

Para doações e maiores informações, acesse nossa página no facebook

e siga aqui neste BLOG todas as novidades da Campanha RoMaria de Livros!

 

 

Fonte & Imagens:

Recomendo:

deb2014

Obrigada pela visita!

Volte sempre, participe, comente! 

RoMaria de Livros: em Lagoa Nova/RN, as Marias existem!

Padrão

marias-da-lagoa-1b

Boa tarde, amigos da RoMaria de Livros!

 

Se vocês ainda não acreditavam na existência das Marias, depois da história que

vou contar aqui, com certeza vocês vão passar a ter certeza que elas existem!

 

Não é UMA: serão muitas mais!

Mas vou começar com as 3 Marias: * Dona Cícera * + * Paula * + *  Alice * !

 

Até poderia ser “Alice, sua mãe e avó no país dos Livros”….

Mas vamos para a História de hoje:

 

* … Era uma vez  …*

 

3marias

 

Numa cidade chamada Lagoa Nova no Rio Grande do Norte havia uma professora

chamada Paula.

Paula sempre amou os livros porque sua mãe – a Dona Cícera – era professora e

sempre ensinou para a filha sobre a importância da leitura.

Paula por sua vez também passou para sua filha, Alice, esta paixão pela literatura.

 

Dona Cícera Simões é professora desde março de 1973 em Lagoa Nova, e trabalha há

mais de 40 anos com sala de leitura na Educação Infantil. Ensinou também jovens

e adultos, mas o que sempre gostou foi de trabalhar com as crianças.

Mesmo achando que a profissão não é devidamente reconhecida, ela tem orgulho de

ser professora e de ter lecionado para alunos que se formaram médicos, advogados,

policiais, pessoas de bem e contribuído para melhorar a educação em sua cidade.

 

“O professor deve ser aquele que incentiva a leitura, o gosto pelo estudo.”

 

E ela passou esta paixão pela educação para sua filha Paula, nossa 2ª Maria:

 

Paula Belmino tem 41 anos, é pedagoga especializando-se em Psicopedagogia.

Ama a literatura e como professora sente que tem como missão incentivar seus

alunos a amarem os livros. Através da arte, da leitura, da música e da poesia ela

procura incentivar e estimular o interesse de seus alunos em Lagoa Nova para

descobrirem o mundo, a criatividade e a liberdade que a leitura pode proporcionar.

Além disto, ela realiza eventos muito criativos em sua cidade para estimular o

interesse das crianças pelos novos livros!

E ela conta com uma ajuda muito especial. Aliás,  de uma parceira que já

nasceu no meio dos livros: a Alice!

 

 

Alice tem 9 anos e participa dos eventos que sua mãe Paula e sua avó Cicera

promovem  em vários lugares, como nas escolas e na praça de Lagoa Nova

para divulgar a leitura.

Paula descobriu pela internet a artista Maria Cininha e seus livros infantis.

Entrou em contato e recebeu alguns livros dela para trabalhar com as

crianças em sala de aula. Assim, em abril a campanha RoMaria de Livros

enviou mais livros para sua cidade,  Lagoa Nova.

Foram livros para  o Centro Municipal Evilásio Luiz Victor , para a Escola

Municipal Francisco Jeronimo de Medeiros e para a Biblioteca Municipal

Bernadete Xavier Gomes.

Querem ver o que ela fez pela recepção da RoMaria e as novas doações

para Lagoa Nova? Senta que vem emoção!

Assim foi a chegada dos livros na Biblioteca Municipal Bernadete Xavier, com

a presença das bibliotecárias Vitória Lopes e a coordenadora Nova Morenno.

 

 

Para chamar a atenção dos alunos nas escolas sobre a chegada de novos livros

para a Biblioteca e divulgar a  RoMaria de Livros, as 3 Marias (Cícera, Paula e Alice)

chamaram mais Marias para serem as mensageiras da Campanha, com asinhas de

anjos, fazendo uma festa com música, poesia e teatro!

O resultado vocês podem ver neste video que fiz com as fotos cedidas pela Paula

Belmino ( do Blog e da página dela no Facebook) e ilustrações de Maria Cininha.

 

 

Emocionante, não é mesmo?

 

E o mais importante é ver esta alegria toda, a empolgação das crianças pelos livros,

o empenho de todos os envolvidos no evento! Nossos corações se enchem de

esperanças de que o objetivo da RoMaria de Livros está plantando  suas sementes

em solo fértil que promete muitas frutificações!

 

No Canal da Paula Belmino no Youtube vocês podem ver alguns videos sobre as

atividades e eventos que aconteceram em Lagoa Nova para a RoMaria de Livros

e também aqueles de Poesia que ela já vinha fazendo com Alice.

Este vídeo abaixo é um deles, sobre a entrega do RoMaria de Livros na Biblioteca

Municipal de Lagoa Nova.

 

Juntem-se a nós! Divulguem esta Campanha!

 

 

 

Gostou? Quer colaborar? Você pode fazer parte desta campanha!

Doe livros novos e semi-novos que levarão às crianças o prazer 

e descoberta da literatura!

 

 

romariacapa2

 

Para doações e maiores informações, acesse nossa página no facebook

e siga aqui neste BLOG todas as novidades da Campanha RoMaria de Livros!

 

seloromaria

 

Fonte & Imagens:

Recomendo:

deb2014

Obrigada pela visita!

Volte sempre, participe, comente!