Arquivo mensal: novembro 2015

GENTE QUE FAZ O BEM 10: Vestidos em Algodão para as Meninas do Sertão> “Mulheres maravilhosas” 5

Padrão

mariacininhacapa

 

Continuando as homenagens às Mulheres Maravilhosas colaboradoras da

Campanha “Vestidos em Algodão para as Meninas do Sertão”, neste Post vamos

conhecer a Carina Pereira, do Grupo Vestidos de Amor – Doando Amor”,

 

Ela idealizou e coordena no Facebook este Grupo com quase 2500 Mulheres:

um Grupo de Artesãs e amigas que se uniram para enviar um pouco de alegria

para as crianças carentes, em forma de vestidos e afins.

 

kah

A “KAH” é de Capela do Alto, SP. Casada e tem uma filha, Gabriela.

O lema do grupo “Vestidos de amor- Doando amor”, coordenado por ela, é:

 

” Não enviamos apenas vestidos , enviamos esperança. “

 

“O projeto surgiu depois que vi uma reportagem sobre uma senhora nos

Estados Unidos que faria 1000 vestidos para doar para as crianças na África .

Pesquisando na Internet,  encontrei Thereza Maria, idealizadora de

“Vestidos em Algodão para as Meninas do Sertão” e resolvi me juntar ao Projeto.

De lá para cá, somos mais de 2000 meninas no Grupo.

 

Já enviamos mais de 500 vestidos, calcinhas, camisetas, tiaras, cuecas, meias,

chinelos, naninhas…

 

Gosto de dizer que a roupa conta uma estória. Por isso, todas as crianças

merecem roupas novas, para começarem sua história , não apenas herdar

dos irmãos mais velhos” ( Kah Pereira)

 

Estes são alguns dos muitos vestidos que estas mulheres maravilhosas mandaram

para as crianças do sertão! Quanto amor e quantas esperanças neste Natal!

 

Espero que vocês tenham gostado de conhecer melhor gente que faz a diferença, e

pequenos gestos que inspiram grandes alegrias!

Cada uma de nós pode fazer esta diferença no mundo. Cada uma pode contribuir

com algo, é só pensar um pouco nos outros e agir!

 

“Maria agora está avistando o mar e sorrindo com o coração no Sertão!!!!”

Assim como todas nós, que somos um pouco Marias, e acreditamos no amor, na

solidariedade e no poder que temos de construir um mundo melhor!

 capa1

 

Foram 5 posts destacando algumas das muitas colaboradoras desta campanha!

Eu gostaria de homenagear uma por uma, mas as homenagens não teriam fim, 

pois são tantas as mulheres que se uniram para levar um pouco de alegria

este ano, para as crianças do Sertão de Pernambuco.

 

Parabéns para todas, foi um prazer dar um pouco da minha colaboração

neste projeto tão lindo, que ainda não terminou!

 

Um projeto que pode ser “infinito”, como falou a Kah, pois podemos dar 

continuidade a estas boas ações em outros sertões, lugares, cidades,

países, casas, vilas, tão perto ou longe, não importa onde …. basta querer! 

 

No próximo post, vamos ver as entregas dos presentes para as crianças do Sertão!

(Em breve também através do Grupo e do Blog da Campanha

“Vestidos em Algodão para as Meninas do Sertão”.) 

 

Ilustração de Maria Cininha

 

Fonte das informações, imagens e ilustrações neste post:

 

  • do Grupo no FACEBOOK:  “Vestidos em Algodão para as Meninas do Sertão”

  • do BLOG “Vestidos em Algodão para as Meninas do Sertão”

  • do BLOG Estudio Maria Cininha.

  • Depoimento da Colaboradora para este Blog.

  • no YOUTUBE

 

Maiores informações sobre a Campanha nos posts anteriores.

Volte sempre e deixe seus comentários! Obrigada!

GENTE QUE FAZ O BEM 9: Vestidos em Algodão para as Meninas do Sertão- “Mulheres maravilhosas – 4

Padrão

 mariacininha4

Quem será a Mulher Maravilhosa que vamos conhecer hoje?

Ela está colaborando com a Campanha “Vestidos em Algodão para as Meninas

do Sertão”, e se chama Marlene Remígio!

( Para maiores informações sobre a campanha, veja os posts anteriores)

 Marlene Remígio

Ela mora em Recife. Casada há 33 anos, tem um casal de filhos. Trabalha com

vários tipos de Costura , artesanato e adora pintar.

“Minha filha descobriu a Campanha pela internet , daí eu decidi ajudar.

Entrei em contato com a Thereza Maria e entreguei 15 vestidinhos feitos com

materiais e tecidos que eu tinha em casa. Foi então que ela ofereceu tecidos

e aviamentos que tinha recebido de doação para a campanha.”

“Costurar estes Vestidinhos é muito gratificante e é uma forma de agradecer

ao meu Deus pela minha vitória. Em 2012 estive muito doente, mas venci e

sou muito grata.  Fiz mais de 100 Vestidinhos e agora vou parar, pois tenho

muitas encomendas para o Natal.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Marlene ganhou um vídeo realizado pela Thereza Maria, comemorativo

dos 100 vestidos que ela costurou para a Campanha!

Parabéns, Marlene, e obrigada!

As meninas do Sertão vão ficar lindas!

E parabéns, Thereza Maria, sempre carinhosa com as colaboradoras da Campanha!

As homenagens continuam no próximo post!

Não percam!

Ilustração de Maria Cininha

As informações, imagens e ilustrações neste post foram compartilhadas:

Mais informações sobre a Campanha nos posts anteriores.

Volte sempre e deixe seus comentários! Obrigada!

GENTE QUE FAZ O BEM 8: Vestidos em Algodão para as Meninas do Sertão- “Mulheres maravilhosas – 3

Padrão

cininhaobrigada

 

Nest post, as Mulheres Maravilhosas que vamos conhecer são: Patricia Allen,

Sandra Gaião, Magnólia Jucá e Kilma Buril. Elas estão colaborando com a

Campanha “Vestidos em Algodão para as Meninas do Sertão”, e vamos saber

um pouco mais sobre “quem são”,  “de onde vem” e “O que significa a

Campanha na vida delas”! ( veja os posts anteriores sobre a Campanha)

 

patriciaallen

 

Patricia Allen

 

Ela é artista plástica formada, mora no Rio de Janeiro e tem 62 anos.

Costura desde os 14 anos na mesma máquina, primeiramente como hobby,

e sempre que necessário, para ajudar também nas necessidades familiares.

Soube do projeto dos “Vestidos em Algodão Para as Meninas do Sertão”

através de uma amiga do nordeste que compartilhou a página da Campanha

e resolveu participar.

Nunca aprendi a costurar em escola de costura, sempre foi na bisbilhotice.

Desmanchava e costurava de novo até aprender. Assim fui aprendendo e

ainda tenho que aprender muito mais. Minha avó paterna costurava que

era uma beleza e fazia  shortinhos de retalhos para todos os netos.

Adorava ver aqueles quadradinhos e hoje é o que mais gosto de fazer,

juntar retalhos.

Os primeiros vestidos foram feitos com material que já tinha em casa e cada

vestido me fazia sentir melhor, podendo exercer minha criatividade e ainda

ajudar as pessoas. “

 

Patricia está com uma página recém criada no Facebook, Coisas da Patricia,

com sua arte & costura! Vale a pena conferir!

 
Sandra Gaião
 

 Sandra Mabel Figueiroa Gaião

 

Ela é de Recife, tem 41 anos, casada, mãe de dois jovens, e trabalha com

Consultoria em Gestão Pública na FGV.

Conheceu a Campanha através da entrevista que Thereza Maria e Aida Nejaim

deram para o NETV, se encantou e resolveu participar.

Peguei a máquina de costura da minha sogra, peguei os moldes e tecidos

doados e comecei! Já fiz 30 vestidos e ainda estou em produção, cada 

vestido costurado é uma sensação de felicidade.”

 

“Imagino cada criança que será presenteada com o vestido e desejo que ela
receba o amor que estou sentindo.

Foi uma grande benção participar!” – Sandra Gaião

 

magnolia Jucá
 

Magnólia Jucá

 

Ela mora em Recife, tem 57 anos e descobriu a Campanha através de uma

reportagem no jornal local. Ficou encantada com a ideia e entrou em contato

com Thereza Maria imediatamente.

“Venho de uma família de costureiras! Minha avó, minha mãe, minhas tias.

Costuro desde os 12 anos como hobby. Sou Assistente Social de formação e

bancária de profissão. Adoro costurar e fiquei muito feliz em fazer vestidinhos 

para as nossas meninas! “

 

“Gostaria que a Campanha fosse permanente!” – Magnólia Jucá

 
Kilma Buril
 

Kilma Buril

 

Ela é formada em psicologia pela UFPE. Trabalha no TJPE e cursa Direito.

Casada com Antenor Lins, tem 2 filhos, Barbara e Pedro.

Conheceu a Campanha através de Thereza Maria no início de março no

Facebook.

Achei o nome da Campanha muito sugestivo e fui fuçar a página.

Dias depois liguei pra Thereza Maria pra saber o que era aquilo e fiquei

encantada com a proposta. Logo nasceu a vontade de contribuir.

Doei uns tecidos e fitas, mas queria contribuir costurando!

Não sabia costurar nada e resolvi aprender o ofício.

Adoro o novo e aprender a costurar foi uma grande renovação.

Comecei aprendendo a fazer vestidinhos e até agora já fiz uns 50!”

 

“Contribuir para esta Campanha é alimentar a fantasia sobre a alegria

sentida por um coração que anseia por carinho!!” – Kilma Buril

 

As homenagens continuam no próximo post!

Não percam!

 

Ilustração de Maria Cininha

As informações, imagens e ilustrações neste post foram compartilhadas:

 

Mais informações sobre a Campanha nos posts anteriores.

Volte sempre e deixe seus comentários! Obrigada!

GENTE QUE FAZ O BEM 7: Vestidos em Algodão para as Meninas do Sertão- “Mulheres maravilhosas – 2

Padrão

encontro12
 

Vamos conhecer mais algumas Mulheres Maravilhosas que estão colaborando

com a Campanha “Vestidos em Algodão para as Meninas do Sertão”?

Eu já disse anteriormente, e repito, que são todas maravilhosas, mas resolvi destacar

algumas dessas mulheres para vocês conhecerem Quem são, De onde vem e

O que significa a Campanha na vida delas!

 

Maria Elizabete Tavares Gaspar

 

Ela é carioca e mora em São Paulo desde 1974. Professora por formação, tem 67 anos,

foi bancária e tem 5 filhos: 4 homens e uma mulher, e 6 netos: 3 homens e 3 mulheres.

Seu maior prazer é poder estar junto da família. Ama flores e música.

Conheceu o projeto através do Facebook e de cara se encantou.

“Li a história da criação do projeto e através disto conheci Aída C.B.Nejaim e

Thereza Maria, minhas fontes de inspiração. Eu já acompanhava Maria Cininha

há algum tempo e minha admiração por ela só cresceu.

Comecei doando tecidos e aviamentos, depois vestidos e conjuntos para os meninos.

Tudo comprado pronto.

Apesar das doações, senti a necessidade de colocar um pouco da minha energia e

do meu afeto nas peças que doava. Decidi então costurar os vestidinhos.

Ganhei uma máquina de costura da minha filha e comecei o meu grande desafio,

visto que não sou costureira.

Tracei minha meta: 150 vestidinhos, que foi iniciada em 03 de Junho.

Já alcancei 125 vestidinhos e cada um deles tem um pouco da minha inspiração.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

O que representa este projeto no meu 2015?

“Mostrou-me que existe solidariedade e que juntas seremos união e fraternidade.

Um grande acontecimento em minha vida!” – Maria Elizabete Tavares Gaspar

 

Maria Marinho Harten

 

Ela mora em Recife, tem 54 anos, é formada em Economia e trabalha no Poder

Judiciário de Pernambuco há 25 anos, sendo 15 anos em Varas da Infância e

Juventude. Tem especialização em Ciências Políticas,  Gestão em Projetos Sociais

e Direitos  Humanos. É casada, tem 2 filhos ( uma de coração),  adora Chico

Buarque, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo.

Ela vem criando lindas tiaras e pulseiras para as meninas do sertão.

“Conheci o projeto bem no início, numa  postagem da Thereza Maria no Facebook,

porque tínhamos amigas em comum. Achei interessante, entrei em contato e

prontamente comprei 3 tecidos para vestidos, que meu marido Romero levou até ela.

Depois descobri que Aida C.B.Nejaim, que trabalha com Romero, fazia parte do

Projeto também. Mandei mais 3 cortes de tecido para a Aída.

Mas eu queria fazer algo mais, mesmo sem saber costurar. Falando com Aida

surgiu a ideia de fazer as tiaras. Na hora lembro que falei: Aida, não sei se

conseguirei fazer 300 tiaras… mas comecei e  fui me empolgando, me engajando

cada vez mais e hoje já devemos ter passado das 500 tiaras!

Depois surgiu a necessidade de pulseiras, e pedi a ajuda de Eliete Candeias,

que trabalha comigo!

Hoje tenho também a ajuda da minha mãe, Marlene Harten, de 79 anos,

e de uma tia de 83 anos, Georgina Moraes.

É um prazer imenso e já fizemos mais de 500 pulseiras e 500 tiaras.”

 

Breyze Barza

 

Ela é natural de Recife/PE e mora na região metropolitana, na cidade de Paulista.

Tem 50 anos, casada, um filho de 11 anos, funcionária pública há 15 anos.

Em março, viu na internet uma reportagem de um jornal local sobre a Campanha.

Entrou em contato com Thereza, comprou alguns tecidos e passou a compartilhar

posts, fotos, convidar amigos para curtirem a página.

“Thereza me convidou para costurar calções para os meninos, e depois,

meu desafio maior foi fazer vestidos! Não sou costureira, mas mesmo

assim peguei os tecidos que foram doados por outras colaboradoras, alguns

moldes na internet e fui fazendo!”

“Poder participar dessa campanha me fez mais feliz, me deu a oportunidade de

colocar em  prática a ajuda que muitas vezes quis proporcionar mas sem

saber como.

Thereza é uma pessoa muito especial que consegue transbordar o amor, fazendo

com que todos que se aproximam queiram ajudar de coração.

A campanha é linda, eu fiquei muito feliz em poder ajudar com vestidinhos, 

calcinhas, cuecas, sandálias, de doações próprias e de amigos.”

Este slideshow necessita de JavaScript.


 

“Apenas uma palavra para descrever essa sensação : Felicidade.

 A oportunidade de dar mais felicidade, carinho a essas crianças é algo que não dá

para descrever.” Breyze Barza

 

Veja este video comemorativo pelas 14 mil curtidas na página da Campanha

“Vestidos em Algodão para as Meninas do Sertão”

em homenagem a algumas das nossas colaboradoras.

Publicado em 14 de set de 2015

 

Calma, ainda não acabou!

As homenagens continuam no próximo post!

Não percam!

Ilustração de Maria Cininha

Ilustração de Maria Cininha

As informações, imagens e ilustrações neste post foram compartilhadas:

Mais informações sobre a Campanha nos posts anteriores.

Volte sempre e deixe seus comentários! Obrigada!